Pastoral da criança: conheça essa iniciativa e saiba como participar

Banner com menina loira sorridente brincado com bolhas de sabão

A Pastoral da Criança nasceu em meados de 1982, e o tema em questão era a paz mundial, em Genebra. Em uma reunião da ONU, o diretor executivo da UNICEF, James Grant, levantou o seguinte ponto: a Igreja, com toda a sua extensão, poderia auxiliar na assistência de muitas vidas, sobretudo, vidas de crianças que estavam sendo perdidas por doenças básicas.

Principalmente em locais precários, sem saneamento básico e outras estruturas primárias, doenças como a diarreia e a desidratação são comuns e, se não tratadas, levam a óbito milhares de crianças anualmente.

A proposta chegou até a médica pediatra Zilda Arns, por meio do seu irmão, cardeal, Dom Paulo Evaristo Arns. Sendo assim, Zilda ficou responsável por desenvolver um projeto que auxiliaria na educação de saúde básica dentro das comunidades, em comunhão com as mães. No ano seguinte, a CNBB aprovou a proposta e o modelo começou a ser testado. Em 1983, nasceu a Pastoral da Criança. O objetivo? Transformar o mundo em um lugar melhor para as crianças.

Zilda Arns junto com duas mulheres vestindo camiseta da Pastoral da Criança, caminhando lado a lado

Tal medida deu tão certo que 1,5 milhão de crianças já passaram pela pastoral em 3.277 municípios nacionais. Isso quer dizer que, em todo o território brasileiro, existem 32 mil comunidades espalhadas e mais de 145 mil voluntários. A mulher é um forte retrato da Pastoral, 90% dos voluntários são mulheres de fibra, dispostas a ajudar. Mensalmente, as crianças são assistidas e as mães orientadas, e a Pastoral da Criança recebeu tanto prestígio que foi indicado ao prêmio Nobel – e com razão!

Nesse post você conhecerá mais sobre o que faz a pastoral da criança, quais os seus objetivos, como participar e muitas outras informações relevantes. Acompanhe o texto!

O que a pastoral da criança faz? Conheça os objetivos!

“Para que todas as crianças tenham vida em abundância” (Cf. Jo 10, 10). Esse foi o versículo escolhido para compor a missão da Pastoral da Criança. Oferecer orientações, melhorias básicas de saúde, nutrição, cidadania, educação e instrução materna são algumas das funções executadas ao longo de todos esses anos por todo o Brasil. Abaixo, selecionamos as principais áreas de atuação da Pastoral para você ficar por dentro dessa iniciativa:

Apoio integral às gestantes

Em muitas regiões, o acesso à assistência médica por parte das gestantes é dificultoso e escasso, sendo assim, como medida de apoio, os voluntários da Pastoral visitam mães durante a gravidez, instruem sobre os direitos, deveres, acompanham o crescimento da gestação, preparam as mulheres para o parto, informam sobre o aleitamento, fornecem apoio psicológico, promovem ações para arrecadar ítens do enxoval, remédios e tudo o mais que a gestante necessita naquele momento.

Educação nutricional às crianças

O acompanhamento das crianças também é frequente. Em regiões de pobreza e miséria, muitas crianças não recebem a devida assistência, e nesse momento os membros da Pastoral da Criança entram em ação. Por meio de visitas periódicas, a família recebe informações sobre direitos sociais, orientações sobre higiene, saúde, vacinação, acompanhamento nutricional, doenças respiratórias e tudo que puder ser identificado como cuidado básico e que, em lugares precários, fazem grande diferença.

Ações de vacinação, acompanhamento de peso e desenvolvimento geral da criança

Em épocas determinadas por cada região, o peso das crianças é conferido, o cartão de vacina é analisado e o acompanhamento nutricional – tanto relacionado à obesidade quanto à desnutrição – é inserido na rotina da criança. Quando necessário, há o fornecimento de cestas básicas ou compostos alimentares infantis e muitas estratégias práticas de desenvolvimento e saúde.

Criança de boca aberta e outra pessoa pingando gotinha de vacinação dentro da boca da criança

Celebração da vida: ações que salvam

A celebração da vida são ações realizadas com as famílias, momentos fraternos de partilha, escuta, orientação e valorização à vida. Nesse dia há brincadeiras, risadas e muita interação, uma vez que o desenvolvimento da criança por meio de brincadeiras é uma das melhores formas de estimular o crescimento infantil.

Além dessas visitas e ações frequentes, reuniões com objetivos espirituais, campanhas de alfabetização, ações de formação e captação de renda e outras atividades pertinentes para o desenvolvimento da criança dentro do seio familiar saudável são estimuladas e propostas pelos voluntários da Pastoral da Criança.

Um ponto importante a se observar é a atuação do líder. Normalmente, o líder da Pastoral é do próprio bairro. Isso significa que pessoas do próprio bairro passam a exercer uma função de cuidador e promotor da vida, desenvolvimento, saúde e informação às crianças.

Faça parte da Pastoral da Criança, saiba como!

Para fazer parte desse lindo projeto é preciso saber se na sua região há uma Pastoral. Vá até a sua Igreja e pergunte qual a Pastoral da Criança mais próxima! Os voluntários são componentes importantes para que todo esse trabalho aconteça e milhares de vidas infantis sejam preservadas a cada ano. O atendimento deve sempre ser feito de maneira humanizada, e a empatia é um pilar fundamental!

Crianças sorridentes abraçadas em círculo

Dentro do sistema de voluntariado há o líder, que instrui e leva o conhecimento; o brinquedista, que desenvolve ações e brincadeiras; o brincador, que interage e brinca com as crianças; o articulador, que participa das reuniões com a Secretaria da Saúde; o capacitador, que forma os líderes nas comunidades; e o multiplicador, que é o grande responsável por gerar cada vez mais líderes. Cada uma dessas funções compõe todo o time eficiente que faz a Pastoral da Criança ser tão efetiva.

Toda ajuda é bem vinda e a Pastoral da Criança conta com a ajuda constante dos conselhos de saúde municipais e estaduais. Vigilância sanitária, nutricional e outros cargos devem andar juntos.

Cada Pastoral disponibiliza cursos de ingressão de tempos em tempos, normalmente a paróquia informa quando será a próxima capacitação, basta se inscrever ou perguntar na sua diocese!

Você faz parte da Pastoral da Criança? Impulsione o movimento!

Apesar da Pastoral da Criança contar com um grande corpo de voluntários, esse número ainda é baixo para a quantidade de crianças que necessitam de ajuda. Aqui, na Sabatini, nós incentivamos e valorizamos esse lindo trabalho que salva milhares de vidas.

Em nosso site nós disponibilizamos camisetas personalizadas com a temática da Pastoral da Criança. São diversos modelos para que o grupo de voluntários da sua região possa expressar esse trabalho tão importante. As camisetas servem como identificadores, mas também funcionam como propagadores da boa nova, e é por isso que o uso delas deve ser incentivado e estimulado!

Banner com fundo verde e modelos de camiseta personalizadas para a equipe da Pastoral da Criança

Está pensando em ingressar para o time de voluntários? Faça parte desse nobre gesto, seja como líder, apoiador, palestrante, brinquedista… são diversos os meios de ajudar. A Igreja Católica possui relevante importância social, e a riqueza da nossa fé nos ajuda a servir o outro com humildade.

Esperamos que tenha gostado de conhecer mais a fundo esse trabalho que tem impactado milhares de vidas ao redor de todo o Brasil. Ajude-nos a divulgar essas informações tão importantes e compartilhe o nosso post! Se você já pertence a alguma Pastoral da Criança, conte-nos no comentário qual é, ficaremos felizes em saber!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *