Descomplicando as partes da missa – entenda como funciona!

Padre ao lado de coroinha presidindo a missa

Quando somos pequenos, costumamos encarar todas as coisas de uma maneira muito empolgada, pois tudo é novidade! Tudo bem que não entendemos direito quais as partes da Missa ou o que elas significam – só o ato de fazer parte dela já nos enche de alegria. Esse é, inclusive, um dos motivos pelos quais o Senhor nos aconselha a sermos como crianças: o ânimo pelas coisas de Deus e a felicidade genuína em participar de sua Santa Missa devem ser motivos de grande alegria para nós, mesmo depois de crescidinhos! Muitos fiéis, mesmo quando jovens, ou até mesmo adultos, não entendem muito bem os mistérios que o Pai nos revela durante a Eucaristia – cá entre nós, um coração voltado para os ensinamentos de Deus já é suficiente para deixar Cristo contente. Por esse motivo, no post de hoje vamos descomplicar as partes da Missa, para que você entenda de uma vez por todas quais são e o que cada uma representa no conjunto todo dessa reunião tão abençoada! Acompanhe a leitura e venha conosco desvendar os mistérios da fé e das cerimônias que envolvem a adoração a Deus! Veja só:

Por que ir à Missa? Dicas de comportamento

pessoas ajoelhadas em igreja rezando Ir à missa é muito mais do que ficar alguns minutos sentado em um banco ouvindo várias pessoas falar e “dar broncas”. A Santa Missa é, antes de tudo, um momento de Comunhão, em que nos reunimos com nossos irmãos e irmãs de fé, que resolveram seguir o mesmo caminho que nós: o da salvação em Jesus Cristo. Sim, nós sabemos que, às vezes, a missa pode parecer sempre a mesma e criar a ideia de um grande repeteco de canções, orações e leituras – especialmente quando o nosso corpo físico está cansado ou quando não estamos de bom humor. O que você precisa entender é que a Missa é um dos momentos que temos para nos atualizarmos das novidades do Céu e dialogarmos com Deus! Acredite, embora o Senhor esteja conosco o tempo todo, ele sente falta de se reunir com os seus filhos e compartilhar suas maravilhas conosco. E, cá entre nós, as bênçãos de Jesus nunca decepcionam! Ele sempre prepara o melhor para recompensar aqueles que têm prazer em se reunir no nome dEle, cantar os louvores com Ele e ouvir os conselhos que Ele separou direto da Bíblia para o nosso coração. Por isso, caso algum dia você achar que tudo está muito tedioso, tente prestar atenção nos pequenos detalhes: na letra das canções, no Salmo que é lido, nas imagens do altar… tudo isso fará você perceber o quão bom é estar ali, na presença do Pai – uma verdadeira revelação divina! Agora que os ânimos estão restabelecidos e você entende o quão especial é o momento de Eucaristia, separamos algumas dicas simples de como ter o comportamento de um exímio cristão durante a solenidade da missa: Padre com eucaristia na mão sobre cálice de vinho

  • E a postura corporal, como vai?

É muito importante que você preste atenção na forma como o seu corpo físico está presente na missa. Claro que não devemos ficar como estátuas imóveis o tempo todo, mas manter os olhos focados no altar e no sacerdote faz toda a diferença. Além disso, nosso corpo precisa transmitir todo o respeito pela nobre solenidade que é a missa – afinal, trata-se de um encontro com Deus, e não queremos sermos vistos por Ele de qualquer forma, certo?

  • Silêncio físico, mas não espiritual!

Essa dica é antiga e pode soar um tanto ranzinza, especialmente entre os mais jovens. Porém, como sabemos, a missa representa um breve período de tempo que dedicamos exclusivamente ao Senhor, se comparado ao tempo que disponibilizamos para conversar com outras pessoas. Por isso, reserve esse tempo somente para Deus, Ele se agrada muito! Aliás, dedique mais tempo às orações, também, pois elas são um privilégio concedido a nós pelo Pai, para que possamos nos comunicar diretamente com o Altíssimo!

  • Respeito à Liturgia – agradando a Deus!

A liturgia, também chamada de “trabalho do povo de Deus”, são as ações concretizadas de forma pública pelos fiéis e dirigidas a Cristo. Já falamos em detalhes sobre o significado da liturgia católica aqui no blog! Como toda tradição inspirada pelo Divino, a liturgia cristã é o que une todos os fiéis em um só corpo – o corpo de Cristo. Dada a sua importância essencial à toda Santa Igreja, espera-se que os verdadeiros fiéis respeitem os princípios litúrgicos, incluindo a Eucaristia.

Partes da Missa: entenda de uma vez por todas!

mulher ajoelhada rezando na igreja Viu só como é fácil entender os mistérios da missa católica? Por meio de dicas simples e descomplicadas, você fica por dentro de todos os detalhes desse acontecimento maravilhoso e momento tão especial na vida dos fiéis. Como você já está inteirado sobre a importância da Eucaristia e recebeu dicas valiosas de como se comportar durante as celebrações, é hora de entender, de uma vez por todas, em quais partes se dividem a Missa católica! Olha só:

1. Ritos iniciais

Essa parte da missa é explicada pelo próprio nome: os ritos iniciais são o conjunto de ações que acontecem no momento em que a Santa Missa tem início – geralmente, a entrada do padre, seguido pelos diáconos e os ministros. Ao mesmo tempo, têm início os cânticos de entrada, que fazem coro à entrada dos sacerdotes ao altar. Feito isso, acontece o ato penitencial – como forma de confissão e absolvição geral de todos os envolvidos. A oração da coleta, em que todos são convidados a elevar-se em oração para entenderem que se encontram na presença do Senhor, seguido dos dizeres do sacerdote dirigidos a Deus Pai, por Cristo, no Espírito Santo, encerra o ciclo dos ritos iniciais.

2. Liturgia da Palavra

Finalizados os ritos de início, iniciam-se os trabalhos denominados de liturgia da palavra, momento que compreende as leituras da Bíblia Sagrada, dos Salmos e a Homilia, em que o sacerdote interpreta os ensinamentos de deus para o povo. De forma geral, essa parte pode ser agrupada em dois momentos:

3. Leitura, Salmo e Evangelho:

A Primeira Leitura, proveniente do Antigo Testamento, representa a revelação do Senhor sobre os mistérios do homem e do mundo. Já o Salmo é a palavra poética de adoração e louvor e nos ajudam a compreender a Primeira leitura. O Evangelho, palavra que vem do Novo Testamento, é o ponto-alto da Liturgia da Palavra. Nele, o próprio Cristo, o verbo que se fez carne, revela-se para os fiéis sob a forma de seus ensinamentos e ministrações durante sua passagem na Terra. Vale lembrar que, aos domingos, existe uma Segunda Leitura extraída das cartas e epístolas dos apóstolos.

4. Homilia, profissão de fé e preces da comunidade

mãos segurando a bíblia aberta O segundo momento dentro da Liturgia da Palavra é marcada pelos acontecimentos da homilia, da profissão de fé e das preces da comunidade. Este primeiro momento é quando o padre ou o diácono esclarecem e explicam a mensagem de Deus transmitidas durante as leituras anteriores. A homilia é um momento crucial dentro da missa, pois é ela que determina a plena compreensão dos desígnios e entendimentos de deus no coração dos fiéis e, por isso, deve ser sempre bem preparada pelo ministrante! A profissão de fé, ou credo, é o momento em que os fiéis atestam sua crença na Verdade divina e seu compromisso em transmiti-las a toda criatura. Com as preces da comunidade pela salvação de todos os homens, governantes e habitantes da Terra, conclui-se a segunda parte da missa.

5. Liturgia Eucarística

liturgia eucaristia padre segurando hóstia ao lado de coroinha Assim que o momento de leituras de reflexões da Santíssima Palavra é concluído, tem início um dos momentos mais importantes e significativos de toda a cerimônia: a liturgia eucarística, no qual se concretiza o sagrado momento da Eucaristia. Nesse momento tão importante para os fiéis católicos, a realidade do sacrifício de Cristo é trazida à tona por meio de dois dos principais símbolos da Igreja: o pão, ou o corpo; e o vinho, o sangue. É aqui que a missa assume seu verdadeiro tom litúrgico, pois é o momento em que a solenidade se transforma em uma grande ceia na qual os fiéis relembram e dão graças pelo nobre sacrifício de Jesus! Dentro da Liturgia Eucarística, acontecem 3 momentos significativos:

  • Apresentação das oferendas: apresentação do pão, do vinho e da água, representativo dos dons do Senhor que serão partilhados entre os fiéis e dos próprios homens;
  • Oração Eucarística: dividida em várias partes, trata-se da aclamação, da invocação do Espírito, da consagração e doxologia – parte final da oração – acerca dos acontecimentos que levaram ao sacrifício divino e do papel da Igreja enquanto representante de Deus;
  • Ritos de Comunhão: momento em que se reza um Pai Nosso e acontece o tão esperado momento em que o corpo de Cristo é partilhado em memória dEle.

6. Ritos Finais

Agora que todos estão plenos de unção e repletos do Espírito Santo, é hora de dar início aos ritos finais, que marcam o encerramento da Santa Missa. É o momento em que são dados os avisos e mensagens importantes, assim como a bênção final e a despedida. O fim da missa, no então, é apenas o início da jornada do fiel pelos momentos que antecedem a próxima Eucaristia. É momento de autoanálise, de mudanças em si e no relacionamento com Deus – é, também, hora de transformar! Pronto! Está cumprido mais um momento tão especial na vida do cristão: receber e entender os ensinamentos de Cristo por meio de sua palavra e relembrar, aclamar e agradecer pelo seu sacrifício de Amor. E então, pronto para ensinar a todos sobre as partes da missa e seus significados? Que tal conferir também as principais datas do calendário litúrgico deste ano? Não se esqueça de acompanhar nosso blog para receber mais dicas e conteúdo abençoados! Fiquem todos com Deus e até mais!

4 thoughts on “Descomplicando as partes da missa – entenda como funciona!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *